Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o lado negro da princesa

o lado negro da princesa

Quando não te pude abraçar

7f68656bcca96586737d8ed24223e0f7.jpg

"Até que enfim".

 

 

Abracei-o bem forte.

Encostei a cara ao pescoço dele para lhe sentir o cheiro da pele, a pele de que eu gosto tanto, o homem que amo tanto...

Foram três dias sem o ver, sem lhe tocar, horas e horas ao telemóvel...

Parecia que o tempo não passava, que a cama estava sempre fria, que a minha vida já não tinha graça...

Passei um fim de semana inteiro a desejar terça-feira. E desde então a gente não se larga.

A saudade deve ser elástica, nunca passa, dói sempre, cada momento dá sempre fome de mais...

Segunda-feira começa um novo estado de emergência e temo o que aí vem.

Já não consigo ver notícias para lá dos títulos; já não presto atenção a conversas alheias. Relatos de atitudes imbecis por parte de gente a quem dá vontade de chamar imbecil só me revoltam....

Por causa de atitudes imbecis famílias não podem estar juntas, gente que se quer bem não se pode ver, gente que quer espairecer dá por si enclausurada.

Tudo por falta de bom censo.

 

2 comentários

Comentar post