Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o lado negro da princesa

o lado negro da princesa

E quando já não formos felizes?

Tenho medo de um dia olhar para ti e já não sentir nada, já não ter borboletas na barriga e a pele que me fascina passar ao lugar das coisas banais. 

Tenho medo que o amor me fuja e me volte a apetecer a estrada, a vidinha de antes  quem fui outrora.

Fala-se tanto de amor, como se fosse elástico e maleável e durável...

Quando a rotina e o comodismo te absorvem e o amor te foge e o chão te foge dos pés e não entendes o que aconteceu, estava tudo bem...

Ou até nem estava mas negavas a realidade, aliás, negaste até ao fim.

E não aceitas que findou antes que tenhas dado por isso.

1 comentário

Comentar post